sábado, 19 de agosto de 2017

Sem Dúvida revisitado

O Sem Dúvida, já aqui referido várias vezes, é um dos restaurantes de Lisboa que mais aprecio. Boa comida, embora sem arriscar, carta de vinhos à altura (240 referências), com mais de 60 a copo, e serviço profissional e simpático, sob a batuta do Sérgio, o responsável pelo espaço.
Recentemente tive a ocasião de o revisitar na companhia de 2 amigos. Bebemos e comemos:
.Frei João 1995 branco (em meia garrafa) - aromas terciários, alguma oxidação, bela acidez, algum volume e final de boca. Para um branco com mais de 20 anos não se pode exigir mais. Nota 17.
Acompanhou umas tapas diversas.
.Blanco Nieva Pie Franco Verdejo 2015 (Rueda) - com base em vinhas velhas com mais de 100 anos; muito frutado com notas florais, acidez equilibrada e notas amanteigadas, algum volume e final longo. Uma boa surpresa, este branco cheio de personalidade e com uma relação preço/qualidade imbatível. Nota 18.
Maridou bem com um arroz de conquilhas.
.Qtª Monte d' Oiro Syrah Reserva 2000 - aroma muito fino, notas florais, bela acidez, equilibrado e elegante, algum volume e final de boca. No ponto para ser bebido. Nota 18.
Harmonizou com um prato de secretos, lagartos, grelos e batatas a murro.
.Krohn Colheita 1976 (já referido na última crónica "Vinhos em família")
Acompanhou uma saborosa tarte de amêndoa.



Sem comentários:

Enviar um comentário