quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Provar vinhos no CCB e no Hotel D. Pedro

1.Vinhos do Alentejo
Na tenda do CCB decorreu, mais uma vez, a grande prova anual de vinhos alentejanos, organizada pela CVR do Alentejo, sendo necessário comprar o respectivo copo ou levá-lo de casa, como eu fiz.
Tive a oportunidade de provar 36 vinhos (10 brancos e 26 tintos), uma ínfima parte dos néctares ali presentes.
Quanto aos brancos provados, de um modo geral pouco interessantes, destaco apenas o surpreendente Mamoré de Borba Reserva 2015. Já o mesmo não posso dizer do Mamoré de Borba 2016, vinificado em talha.
Quanto a tintos, muito mais interessantes, destaco num primeiríssimo plano o Herdade do Peso Ícone 2014 e o Esporão Private Selection 2012. Dois belíssimos vinhos, que não me importaria de levar para a tal ilha deserta. Logo a seguir, destaque para Malhadinha 2014, Reynolds Grande Reserva 2008, Comenda Grande Grande Reserva 2013, Herdade São Miguel Private Colection 2013, Qtª do Mouro Rótulo Dourado 2012, MR Premium 2012, Impar 2011, Couto Saramago 2015 e Júlio Bastos Private Selection 2012 ( a ordem é cronológica).
Pena é que a maioria dos tintos provados estivesse à temperatura ambiente, o que os prejudicou.
2.Decante Vinhos
Esta distribuidora, talvez a que possui o portefólio de maior qualidade, deixou o tradicional espaço do Hotel Ritz e passou-se para o Hotel D. Pedro. O espaço tinha óptimas condições e não foi preciso comprar o copo ou trazê-lo de casa. Apoio logístico exemplar, com a mais valia de se poder provar umas tapas para entreter a boca.
Nesta prova consegui degustar 42 vinhos (17 brancos, 20 tintos e 5 fortificados), em geral mais interessantes comparados com o evento anterior.
Dos brancos destaco, em grande plano, o Qtª La Rosa Tim Grande Reserva 2015 (uma grande novidade) e o clássico Soalheiro Alvarinho 2011 (ainda cheio de vida). Logo a seguir, o Poeira 2015, Vinha Paz Reserva 2015, Primus 2015 (versão sem madeira) e Nossa Calcário 2016.
Quanto a tintos, destaco em primeiro plano o surpreendente Trois Castelão Vinhas Velhas 2015 (Horácio Simões), Sidónio Sousa Garrafeira 2011 e Pintas 2015. Logo a seguir, o Zambujeiro 2013, Procura 2013, CH by Chocapalha 2013, Casa Cadaval 2013, Nossa Calcário Baga 2015, Qtª Pellada Alto 2013, Qtª Pellada Casa 2013, Qtª Pellada 2012, Carrocel 2012, Poças Reserva 2015, Talentus Grande Escolha 2014, Qtª Manoella Vinhas Velhas 2015, M.O.B. Touriga Nacional 2014 e o Poeira 2016.
Finalmente, nos fortificados, nota alta para o Poças Colheita 1967 e Borges Sercial 1990. Logo de seguida, destaque para o Moscatel Roxo Excellent Superior.
Foi um prazer, mais uma vez, provar vinhos com a Decante.

Sem comentários:

Enviar um comentário