domingo, 12 de novembro de 2017

Vinhos em família (LXXXII) : ainda os brancos

Mais uns tantos vinhos provados sossegadamente em família, com os rótulos à vista e sem a pressão da prova cega. E eles são:
.Parcela Única Alvarinho 2013 - um dos grandes brancos do Anselmo Mendes, estagiou 9 meses em barricas de carvalho francês; nariz afirmativo, com sugestões cítricas, pessego e melão, alguma acidez e gordura, considerável volume e final de boca médio. Gastronómico. Nota 17,5+.
.Maçanita Malvasia Fina 2015 (Douro, uma das 1008 garrafas produzidas) - enologia dos irmãos Joana e António Maçanita; 100 % Malvasia Fina proveniente de vinhas no Baixo Corgo a 700 metros de altitude, estagiou 6 meses em inox; presença de citrinos e maçã cozida, alguma  acidez e notas amanteigadas, volume e final de boca médios. Uma curiosidade. Nota 16,5.
.Casa das Gaeiras Reserva Vinhas Velhas 2015 (DOC Óbidos) - enologia de António Ventura, com base na casta Vital em vinhas velhas, recuperadas há meia dúzia de anos; alguma evolução, notas de fruta madura e amanteigadas, acidez equilibrada, algum volume e final de boca médio. Austero e com personalidade. Nota 17,5.
.Borges Bual 15 Anos - estagiou em pipas de carvalho de 650 litros; nariz exuberante, presença de frutos secos, algum mel e uma forte componente de iodo, acidez equilibrada, volume e final médios. Nota 17,5.

Sem comentários:

Enviar um comentário