quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Curtas (XCIV) : Casa de Pasto e Cervejaria Nunes, dois espaços recomendáveis

1.Casa de Pasto
Ainda não tinha ido a este espaço com a nova equipa, cujo responsável pelos pratos é o chefe Hugo Castro, vindo do Tabik. Sobre a anterior, já me tinha manifestado em "Almoço na Casa de Pasto" e no ponto 2 (Casa de Pasto revisitada) de "Curtas (XXVI)", crónicas publicadas em 4/2 e 25/3/2014.
Em visita recente, tive a oportunidade de saborear:
.rissóis de berbigão à Bolhão Pato (massa demasiado grossa) e sonhos de línguas de bacalhau (no ponto)
.mão de borrego solta à Avó Sãozinha (uma grande e saborosa dose para 2 pessoas, que ainda sobrou para um jantar em casa)
.doce da casa (divinal)
Optei por beber um dos vinhos a copo (oferta reduzida), o tinto Pedra Cancela 2015, muito fresco e frutado, com taninos civilizados, volume e final de boca médios, harmonizou com o borrego. Nota 16.
A garrafa veio à mesa e o vinho dado a provar num bom copo, servido em quantidade generosa.
A voltar, seguramente.
2.Cervejaria Marisqueira Nunes
Este espaço fica a 2 passos da minha casa, já lá fui "n" vezes, mas nunca publiquei nada no blogue, uma falha minha, sem qualquer dúvida. Vou hoje redimir-me.
A Nunes é considerada, sem qualquer exagero, uma das mais conceituadas cervejarias de Lisboa, senão a melhor. Além da mariscada, também se pode comer um bom peixe. O serviço é muito profissional e a maior parte dos empregados está lá desde a inauguração, o que quer dizer alguma coisa.
Nesta última visita provei um belíssimo casco de sapateira e uns saborosos polvinhos à lagareiro, acompanhados por uma cerveja bohemia.
Quanto a vinhos a aposta é forte, com uma lista pujante, em suporte electronico, onde não faltam os néctares mais badalados.
Recomendo, sem sombra de dúvida.
Mais informações em nunesmarisqueira.pt.

Sem comentários:

Enviar um comentário