terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Curtas (XCVI) : as castas estrangeiras, a lampreia e um evento vínico

1.A Fugas e as castas estrangeiras
Na última Fugas pode ler-se um artigo do jornalista Pedro Garcias, com o qual me identifico em muitas das opiniões que emite, intitulado "Para onde vais tu, Portugal do vinho?", onde critica a utilização por parte de alguns (muitos) produtores de castas estrangeiras, em desfavor das nacionais.
Totalmente de acordo. Se em Portugal existem largas dezenas de castas indígenas, algumas das quais ao nível das melhores do mundo, para quê macaquear os vinhos estrangeiros (aqui abro uma excepção para a Alicante Bouschet, completamente aportuguesada)?
Confesso que sou completamente "chauvinista" quanto a castas e rejeito, a título de exemplo, qualquer vinho português elaborado a partir da casta Cabernet Sauvignon.
Aplaudo os produtores que apostaram a 100 % nas castas nacionais e critico aqueles que se refugiaram nas estrangeiras.
2.A lampreia
Os militantes e indefectíveis da lampreia, têm agora em Lisboa 2 hipóteses de matarem saudades da dita, a troco de 35 €:
.Casa do Minho (Rua Professor Orlando Ribeiro, 3D a Telheiras)
No dia 25 deste mês (13h) processa-se o tradicional almoço anual de lampreia, cujo prato principal é arroz de lampreia do Rio Minho, acompanhado por vinho verde de Vila Nova de Cerveira.
Marcações 967723103 ou 217584742 (Casa do Minho) e 917726515 (Paulo Duque).
.Varanda de Lisboa (Hotel Mundial)
A decorrer desde 6 de Fevereiro até 18 de Março, podendo escolher-se entre arroz de lampreia à moda de Monção, arroz à Bordalesa ou sável de escabeche, acompanhados de vinho da casa (suponho que verde tinto).
Mais informações em www.hotel-mundial.pt.
3.simplesmente... Vinho 2018
Este evento, de cuja organização o nome mais visível é o do João Roseira (Qtª do Infantado), decorrerá no Cais Novo (Rua de Monchique,120 por cima do Museu do Vinho do Porto e não muito longe da Alfândega do Porto), nos dias 23 e 24 de Fevereiro, entre as 16 e as 21h30, ficando as manhãs reservadas para os profissionais.
Estarão presentes cerca de 100 produtores, a maioria nacionais e alguns de Espanha.
No dia 23, pelas 22h, haverá um jantar vínico no Typographia Progresso do chefe Luis Américo.

Sem comentários:

Enviar um comentário