sábado, 10 de março de 2018

Vinhos em família (LXXXVI) : um conjunto muito equilibrado

Mais uma série de vinhos provados em família, com os rótulos à vista e sem a pressão da prova cega:
.Poeira 2014 branco - 93 pontos na Wine Spectator que o considerou o melhor branco português da colheita de 2014; com base na casta Alvarinho, estagiou 8 meses em madeira e mais 12 na garrafa; presença de citrinos, melão e fruta cozida, boa acidez, notas amanteigadas e alguma oxidação, volume e final de boca apreciáveis. Gastronómico. Nota 17,5.
.Blog 2011 - com base nas castas Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah, estagiou 15 meses em barricas de carvalho francês (novas e usadas); nariz discreto, ainda com muita fruta preta, acidez no ponto, notas especiadas, taninos algo rugosos, algum volume e final de boca. Concentrado e guloso. A beber nos próximos 3/4 anos. Nota 17,5+.
.Evel XXI Centenário 2011 (garrafa nº 1112/2800) - lançado para comemorar os 100 anos da marca Evel; com base em vinhas velhas e, também, nas castas Touriga Nacional e Touriga Franca, estagiou 12 meses em barricas novas de carvalho francês; aromático, presença de fruta vermelha, acidez equilibrada, notas especiadas, algum volume e final de boca persistente. Fresco  e elegante. A beber nos próximos 6/7 anos. Nota 17,5+.
.Messias 30 Anos (engarrafado em 2016) - com base nas castas T. Nacional, T. Franca, T. Barroca, T. Roriz e T. Cão; cristalino, nariz afirmativo, presença de frutos secos e tangerina, notas especiadas, algum brandy, acidez q.b., algum volume e final de boca extenso. Nota 18.

Sem comentários:

Enviar um comentário