quinta-feira, 19 de abril de 2018

Um trio maravilha (2ª parte) : Prado e Enoteca de Belém

2.Prado (Tv. Pedras Negras,2 à Sé)
Este espaço é, seguramente, uma das grandes novidades em Lisboa. A criatividade do António Galapito, um jovem de 27 anos e ex braço direito do Nuno Mendes, chefe estrelado em Londres, é deveras surpreendente e é obrigatório conhecê-lo, mesmo aqueles que não sejam adeptos da cozinha de autor.
O Prado apresenta mesas despojadas, guardanapos de pano, cadeiras desconfortáveis, bons copos e armários térmicos para controlo de temperaturas. Na mesa pão de trigo barbela, fornecido pela Gleba, a padaria da moda (R. Prior do Crato), uma mais valia.
A ementa é curta, dela constando 9 pratos para partilhar, em doses um tanto reduzidas, e 3 individuais.
Escolhemos, para partilhar:
.berbigão, acelgas, coentros e pão frito
.tártaro de arouquesa e couve galega grelhada
.cavala, salsa e levístico
.tainha do mar, nabiças e nabos
.gelado de cogumelos, dulse e caramelo
Aposta ganha, estava tudo de 5 estrelas, fosse a apresentação, fossem os sabores.
Quanto à componente vínica, inventariei, entre vinhos nacionais e estrangeiros, 3 espumantes (1 a copo), 15 brancos (5) e 14 tintos (6).
Mas, para variar, optei pela belíssima cerveja artesanal Avenida Blonde Ale, da cervejeira Dois Corvos.
Serviço simpático, mas algo desatento.
Resumindo e concluindo, recomendo e tenciono voltar.

3.Enoteca de Belém
A Enoteca dispensa apresentações e continua com uma equipa de 5 estrelas na sala e uma cozinha de qualidade. Em Novembro 2017 foi considerada, pela Revista de Vinhos, o Restaurante com Melhor Serviço de Vinhos do Ano.
Recentemente, tive a oportunidade de comer:
.amuse bouche (tártaro de atum)
.bisque
.corvina braseada com arroz de berbigão
.crumble de abóbora
A conselho do escanção Nelson Guerreiro, tive a ocasião de provar o surpreendente branco Anselmo Mendes Beira Interior 2014 - com base na casta Síria em vinhas velhas, estagiou em barricas de carvalho francês; alguma oxidação nobre, acidez equilibrada, notas amanteigadas, boa estrutura e final de boca assinalável. Gastronómico e cheio de personalidade. Uma grande surpresa. Nota 17,5+.
A voltar, sempre! 

Sem comentários:

Enviar um comentário