quinta-feira, 3 de maio de 2018

Enoturismo na Bairrada (I) : Introdução

Foi mais uma boa incursão enoturística, desta vez na Região Demarcada da Bairrada, depois de termos visitado outras Regiões (ver "Enoturismo no Dão", a 1ª de uma série de crónicas, publicada em 8/10/2016, "Enoturismo no Douro", a 1ª em 14/4/2017, e "Enoturismo no Minho", a 1ª em 15/10/2017). Previstas, ainda em 2018, viagens à Madeira e a Bordéus, com a mesma temática.
Estas incursões foram da responsabilidade da dupla Rui Nobre (o representante da agência Tryvel) e a Maria João de Almeida (MJA) (jornalista, crítica de vinhos, autora do livro "Guia do Enoturismo em Portugal" * e a animadora no terreno). Remeto para este livro da MJA, o desenvolvimento das histórias de cada produtor e demais informações úteis.
Num fim de semana alargado, tivemos a oportunidade de visitar a Qtª do Encontro, Qtª das Bageiras, Caves Aliança, Caves São João, Caves São Domingos e o Museu do Vinho, almoçar no Rei dos Leitões, no Mugasa e no Hotel Palace Buçaco, jantar no Dori (Costa Nova) e no Vidal, pernoitar e tomar o pequeno almoço no Hotel Curia Palace.
Provámos, no decorrer desta viagem  8 espumantes, 7 vinhos brancos e 6 tintos, e bebemos nas refeições mais 3 espumantes, 3 brancos e 3 tintos, num total de 29 vinhos provados/bebidos. Foi a ditadura do leitão e do espumante. Mas, ditaduras destas, podem vir mais!
Como balanço da viagem, posso dizer que correu tudo às mil maravilhas, com excepção do almoço no Buçaco, para esquecer. Em próximas crónicas, que poderão não ser consecutivas, desenvolverei as minhas impressões sobre os locais visitados.

* A MJA acabou de lançar mais um livro, "Vinho à Mesa - Treze Chefes, Treze Regiões, 265 Vinhos", com prefácios de Duarte Calvão (jornalista, crítico gastronómico e responsável pelo Peixe em Lisboa) e Frederico Falcão (enólogo de profissão, actualmente Presidente do IVV).
A ligação Chefe - Região foi sorteada, apresentando cada um deles um menu (uma entrada, dois pratos principais e uma sobremesa) e respectivas receitas, harmonizando-o com vinhos, escolhidos a partir de uma selecção da responsabilidade da autora.
O final de cada capítulo é ilustrado com uma humorada e descontraida banda desenhada alusiva aos temas ali tratados.
Resta dizer que já o li e o recomendo vivamente.
continua...

Sem comentários:

Enviar um comentário