domingo, 15 de julho de 2018

Prova - Enoteca Restelo revisitada

Já aqui referida no ponto 4 de "Curtas (XCIX)", crónica publicada em 29/5, chegou a vez de abancar para almoço na Prova - Enoteca Restelo, o que ainda não tinha feito.
Não sendo bem um restaurante, nem uma petisqueira, nem uma tasca, antes um local diferente onde se pode comer, tive recentemente a oportunidade de ali almoçar.
Gostei, francamente, tendo provado:
.pão ainda quente, com azeite Qtª dos Murças Bio
.salada de ovas de bacalhau
.tiborna de cavala com pesto
.pastel de Tentúgal
A copo têm 2 espumantes, 6 brancos, 5 tintos, 1 rosé, 4 fortificados e 4 cervejas artesanais.
Optei pelo branco Apelido 2016 (Qtª do Mouro) - muito fresco e mineral, presença de citrinos, boa acidez, algum amanteigado, volume e final de boca. Uma boa surpresa. Nota 16,5+.
A garrafa veio à mesa e o vinho dado a provar num bom copo Schott, com a quantidade (15 cl) devidamente assinalada.
Serviço profissional e simpático por parte dos donos deste espaço.
Em confronto com a Loja das Conservas, objecto da crónica de ontem, embora as gastronomias não sejam comparáveis, a componente vínica da Prova - Enoteca Restelo vence indiscutivelmente.
Aprovado e recomendo (mas não vão todos ao mesmo tempo, pois o espaço é diminuto).

Sem comentários:

Enviar um comentário