sábado, 23 de maio de 2020

Esplanada Furnas - 4 *

Não contando com os restaurantes de bairro e confinamentos à parte, a visita à Esplanada Furnas na Ericeira (já aqui referida em "Curtas (LVI) : (...)", ponto 3.) foi o meu regresso à vida quase normal, tendo abancado na confortável esplanada fechada que dá o nome a este espaço.
Pareceu-me estar tudo de acordo com as directivas da DGS (mesas distanciadas e despojadas, só sendo postas na presença do cliente, empregados "mascarados", etc). Com a mesa posta temos direito a uma espécie de toalhete em material sintético e guardanapos de papel personalizados.
Comemos, uma vez mais, umas belíssimas e carnudas ameijoas, seguidas de uma saborosa dourada grelhada toda inteira (detestamos peixe escalado).
A acompanhar e porque não há vinho a copo (só o da casa) nem cervejas artesanais, o que se lamenta, bebeu-se uma meia garrafa do Planalto Reserva 2018 - fresco e cítrico, sem grandes complexidades mas correcto e muito agradável, volume e final de boca médios (12,5 % vol.). Nota 15,5.
A garrafa foi mostrada e dada a provar num bom copo, com o logo da Herdade do Peso, passe a publicidade. Serviço simpático e profissional.
Por falta de treino e/ou lapso meu, não fiz o habitual inventário dos vinhos disponíveis.
No final do repasto é obrigatório ir à Loja da Amélia, onde se encontra quase tudo e do melhor.
A concluir, recomendo a Esplanada Furnas e tenciono voltar, sempre!

Sem comentários:

Publicar um comentário