terça-feira, 10 de outubro de 2017

Curtas (XCII) : TheFork Fest, o Guia do JPM e os comentários anónimos

1.TheFork Fest
À semelhança do ano passado, a plataforma TheFork organiza este evento gastronómico que possibilita fazer uma refeição num bom restaurante por metade do preço. São 50 % de desconto em toda a carta, excepto as bebidas.
Enquanto que a 1ª semana (11 a 17 deste mês) é exclusiva dos clientes do Millennium, a semana oficial (18 a 29) estará aberta a todo o mundo.
Mais informações, nomeadamente os restaurantes aderentes, em www.thefork.pt.
2.O Guia do João Paulo Martins  (JPM)
Já está no mercado a 23ª edição de "Vinhos de Portugal 2018", um guia incontornável que passou a publicar-se de 2 em 2 anos. Refere o autor que este guia está muito mais magro, mas mesmo assim tem 582 páginas!
Estive presente no lançamento do livro, muito animado por sinal, onde tive a ocasião de rever alguns produtores e enólogos, que estimei no decurso dos 16 anos e meio da saudosa Coisas do Arco do Vinho, como foi o caso do Carlos Campolargo, Domingos Soares Franco, Jorge Serôdio Borges, Manuel Vieira, Maria Emília Campos, Nuno Cancella de Abreu, Sérgio Nuno, Susana Esteban e Tomás Roquete.
Foram servidas tapas e provados alguns dos vinhos premiados pelo JPM.
3.Comentários anónimos no blogue
Tenho deixado passar alguns comentários anónimos a crónicas por mim publicadas, mas vou deixar de o fazer. Comentário anónimo será devidamente rejeitado.
Isto vem a propósito da crónica "Aditamento a "O Vinho que Lisboa tem"", publicada em 25/8/2017, onde alguém referiu ter saído uma 2ª edição do livro que teria acrescentado algumas garrafeiras omissas na 1ª edição. Contactado o editor, este referiu que apenas existe uma edição. Temos, assim, um anónimo mentiroso!

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. fui verificar a situação descrita no último parágrafo. o autor desse comentário fui eu e lamento qualquer mal entendido. o anónimo não é mentiroso. a intenção nunca foi dizer que havia 2ª edição nem inclusão de mais garrafeiras, mas sim fazer uma piada devido ao facto de essas 3 garrafeiras que muito aprecio não estarem na lista - a meu ver de forma incompreensível. pensei que era compreensível a ironia do referido comentário, pelos vistos afinal não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Luis,
      As minhas desculpas se o ofendi, mas não captei a ironia. Continue a comentar mas, por favor, não se esqueça de assinar.
      Um abraço,
      Francisco

      Eliminar
    2. não ofendi de maneira nenhuma, Francisco, eu é que fui pouco explícito e o induzi em erro.

      Eliminar